Quinta de Carapeços

A primeira referência feita à Quinta de Carapeços data de 1338, ano em que uma filha de Martim Carvalho, Cavaleiro de Basto, casou com, João de Carapeços, assim chamado por ser o Senhor da Quinta com o mesmo nome.
Em 1351, a propriedade foi vendida e, já no início do séc. XVII, passou a pertencer ao Mosteiro de São Salvador de Travanca, o qual fora fundado em meados do séc. XII pelos monges Beneditinos.
Com a extinção das Ordens Religiosas em 1834, a quinta foi vendida, sendo o actual proprietário um descendente do mencionado Martim Carvalho.

SABER MAIS